conheça as doenças mais comuns em gatinhos bbés

Principais doenças em gatinhos bebés

Doenças em gatinhos, cuidado com os primeiros dias pois estão sujeitos às doenças comuns.

Na maioria dos casos essas doenças são mais graves em gatinhos bebés. Se uma gata prenha estiver protegida por vacinas para doenças mais comuns (e mais graves), os gatinhos geralmente têm imunidade da proteção da mãe por algumas semanas. Os gatinhos ou crias de gatos ferozes nascidos através de gatas não imunizadas não têm essa protecção e devem ser vacinados por volta das três semanas de idade, enquanto os gatinhos com imunidade materna podem esperar até seis a oito semanas de idade.

Embora a vacinação não garanta 100% a prevenção  destas doenças em gatinhos, esta opção não deixa de ser uma mais valia para eles.
Listamos aqui algumas doenças em gatinhos infecciosas que poderão surgir em gatinhos:

Panleucopenia Felina

Panleucopenia é uma doença provocada pelo virus Panleuk, do grupo Parvovirus, e é frequentemente encontrado em colônias de gatos de rua, ou em qualquer outra área onde grandes grupos de gatos possam estar reunidos. Este virus não é transmissível ao homem nem a outros animais. A panleucopénia afeta sobretudo gatos jovens de idade inferior a 1 ano.

Infecções Respiratórias Superiores

Estas incluem os vírus Rinotraqueíte Felina, Herpes Vírus Felino e Calicivirus. Existem vacinas principais para os vírus. Uma outra doença infecciosa é a Clamídia, que é bacteriana, e pode ser tratada com antibióticos receitados por veterinários. Embora haja uma vacina para a Clamídia, o seu potencial para efeitos secundários prejudiciais são tais que o AAFPC não recomenda o uso rotineiro desta vacina. Além de espirros e corrimento nasal, a Clamídia pode causar Conjuntivite  (conhecida como olho-de-rosa) e que pode ser transmitida aos seres humanos. É importante, portanto, usar luvas de látex ao manusear o gatinho, lavar as mãos cuidadosamente depois de tratá-lo, e manter as suas mãos longe de seus próprios olhos.

Parasitas portadores de doenças

Vários parasitas são portadores de doenças perigosas para gatinhos. A pulga comum, bem como carrapatos e mosquitos pode transmitir uma série de doenças.

 

Hemobartonelose

Hemobartonelose, é uma forma de anemia causada por uma rickettsia (género de bactérias carreadas por parasitas como carrapatos, pulgas e piolhos) a Haemobartonella felis. Esta bactéria invade os eritrócitos (células vermelhas do sangue) e causam destruição. A transmissão dá-se através da picada da pulga, pela placenta e transfusão de sangue, e a mortalidade nos animais não tratados pode exceder os 30%.

Anemia

Mesmo que um gatinho não contraia Hemobartonella de pulgas, o simples facto dela sugarem o sangue do gatinho durante um período de tempo pode causar uma anemia diferente, ainda grave e podem ate necessitarem de uma transfusão de sangue.

Lombrigas

Os Veterinários quase sempre tratam de filhotes infestados por pulgas . No entanto, também poderá ter que levar uma amostra fecal do gatinho, pois eles também são suscetíveis a serem portadores de lombrigas.

Doença de Lyme

Os carrapatos podem levar a doença de Lyme.
A doença de Lyme é  causada pela bactéria espiroqueta Borrelia burgdorferi  e é transmitida geralmente pela picada do carrapato. É extremamente importante que usemos luvas de látex protetoras ao manusearmos um gato com carrapatos suspeitos, ou ao remover um carrapato de um gato.
Em gatos adultos, alguns produtos tópicos de controle podem matar carrapatos. Contudo os produtos não são seguros para gatinhos de três, seis semanas de idade e mais jovens.

O Blog Universo de gatos não assume qualquer responsabilidade pelo conteúdo desta página.

Este conselho não é um substituto a uma consulta adequada com um veterinário e destina-se apenas como um guia. Entre em contato com o seu veterinário local para aconselhamento ou tratamento imediato se estiver preocupado com a saúde do seu animal de estimação – mesmo que estejam encerrados, existe hospitais que dispõem de turnos diurnos e noturnos. Descubra mais sobre o que fazer em um fora de horas de emergência.

Veja também:

Quanto tempo deve um gatinho ficar com a mãe?
Primeiras 6 semanas de um gatinho recém nascido 
Gatinhos quais os cuidados a ter?

Gostou do artigo? Então NÃO deixe de PARTILHAR com os amigos!

adoptar gatinho, anemia, cuidados gatinhos bebés, doenças gatinhos bebés, gatinho, gatinhos, gatos e saúde, lombrigas, novo gatinho, panleucopenia, parasitas, saúde


Nídia Silva

"Os gatos fazem parte da minha vida, não me imagino a viver num universo sem eles..." Decidi criar este blog por necessidade de partilhar e fundamentalmente ajudar quem necessita de informações, tal como eu. No fundo, apesar de ser um blog, considero este meu trabalho uma fonte de recursos. Há dias que necessito de recorrer a informação para as minhas três gatas e sendo uma delas insuficiente renal com apenas 1 ano de idade... tenho de estar 100% atenta ( a minha fonte de motivação maior! ). Beijinhos e muitos ronrons!! :D

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Mantém-te ligada

Junta-te a comunidade e subscreve à newsletter semanal, assim ficas a par das últimas novidades.

© 2019 Universo de Gatos de Nídia Silva com ❤ Todos os direitos reservados