Diabetes Mellitus

O que é Diabetes Felina?

Estudos apontam que 1 em cada 200 gatos sofre de diabetes felina.

Pensa-se que este numero se deve a um aumento de vários fatores de risco, como a obesidade, o avançar da idade, sedentarismo, dietas ricas em hidratos de carbono entre outras.

Vamos ficar a conhecer melhor a diabetes mellitus nos gatos.

O que é Diabetes felina?

Diabetes mellitus refere-se a uma condição em que as células pancreáticas do gato não secretam insulina suficiente ou as células do gato perdem a sua capacidade para responder à acção de insulina.

A insulina actua de modo a facilitar o movimento da glicose (açúcar) a partir da corrente sanguínea do gato para dentro das células. A diabetes mellitus é dividida em dois tipos:

Tipo 1 – Este tipo é muito raro em gatos e é devido a uma falta de insulina.

Tipo 2 – Este é o tipo mais comum em gatos visto, e, geralmente, ocorre porque as células do gato se tornam resistentes à acção de insulina. Eventualmente isto também leva a uma falta de insulina e de acordo com este processo a diabetes mellitus progride.

Sinais Clínicos de Diabetes Fenina

O diagnóstico de diabetes felina pode ser um desafio.

Ao contrário dos cães, os gatos podem ter níveis de glicose anormalmente elevados de sangue só a partir do stress.

Além disso, os sinais clínicos comuns, tais como polidipsia (aumento de vontade de beber) e poliúria (aumento de vontade de urinar) pode ser visto com outras condições que afectam os gatos mais velhos, tais como doença renal crónica ou hipertiroidismo.

Outros sinais como polifagia (aumento do apetite) ou anorexia (falta de apetite), perda de peso, e / ou uma postura “plantigrade” ( o gato anda com os  jarretes traseiros em vez dos dedos do pé).

Diagnóstico

O diagnóstico de diabetes mellitus em que o gato é obtido pela demonstração de repetidos níveis anormalmente elevados de glucose no sangue referidos como bloodhyperglycemia e a presença de glucose na urina, que é referido como glicosúria.

 

Além disso, o veterinário pode optar por executar um teste de sangue frutosamina.

O nível de frutosamina sérica pode muitas vezes indicar que o nível médio de glicose no sangue tem sido ao longo da semana passada. “stresse-resposta” do gato normalmente não afeta esta medida.

O diagnóstico de diabetes mellitus é normalmente feito através da avaliação de história do gato, achados do exame físico e resultados de exames laboratoriais para avaliar melhor a sua saude.

Tratamento para diabetes felina

Uma gestão bem sucedida para um gato com diabetes mellitus depende de uma comunicação regular entre o proprietário e a equipe veterinária, com o objectivo global de alcançar a remissão diabética.

É importante reconhecer que é bom para a glicose do sangue ser ligeiramente elevada acima da faixa normal em algum momento durante o dia, o que difere de pessoas.

Para a maioria dos gatos, a insulina continua a ser o esteio de um plano de tratamento.
Existem várias formulações de insulina disponíveis para gatos portadores de diabetes mellitus. A maioria dos gatos necessitam de injeções duas vezes por dia.

Muitos donos com a prática são capazes de administrar a insulina aos seus gatos com bastante facilidade.

A gestão da dieta também é extremamente importante.

Vários estudos recentes descobriram que os gatos alimentados com uma alta proteína e baixo carboidrato tem uma melhor chance de obter a remissão dos diabetes em comparação com dietas ricas em fibras. Existem várias dietas de prescrição disponíveis que permitem que o “gato” escolha qual mais gosta.

Estudos também têm demonstrado que a resistência à insulina está directamente relacionada com o excesso de peso. Portanto, se necessário, o veterinário irá prescrever um plano de perda de peso controlado.

O Blog Universo de gatos não assume qualquer responsabilidade pelo conteúdo desta página.

Este conselho não é um substituto a uma consulta adequada com um veterinário e destina-se apenas como um guia. Entre em contato com o seu veterinário local para aconselhamento ou tratamento iimediato se estiver preocupado com a saúde do seu animal de estimação.

Gostou do artigo? Então NÃO deixe de PARTILHAR com os amigos!

Veja também:

Ajudar um gato sem apetite a voltar a comer
Gato não come, o que fazer?
Como saber se o seu gato está a sentir dor

diabetes mellitus, diabetes no gato, saúde, saúde e gatos


Nídia Silva

"Os gatos fazem parte da minha vida, não me imagino a viver num universo sem eles..." Decidi criar este blog por necessidade de partilhar e fundamentalmente ajudar quem necessita de informações, tal como eu. No fundo, apesar de ser um blog, considero este meu trabalho uma fonte de recursos. Há dias que necessito de recorrer a informação para as minhas três gatas e sendo uma delas insuficiente renal com apenas 1 ano de idade... tenho de estar 100% atenta ( a minha fonte de motivação maior! ). Beijinhos e muitos ronrons!! :D

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Mantém-te ligada

Junta-te a comunidade e subscreve à newsletter semanal, assim ficas a par das últimas novidades.

© 2019 Universo de Gatos de Nídia Silva com ❤ Todos os direitos reservados