Primeiras 6 semanas de um gatinho recém nascido [IMPORTANTE]

primeiras seis semanas

As seis primeiras semanas vida de um gatinho recém-nascido ajudam a determinar a sua personalidade e desenvolvimento.

Como os gatinhos são ainda muito jovens, são suscetíveis a uma série de ameaças graves, como pulgas e infeções respiratórias. Estas ameaças juntadas com outros problemas podem levar a FKS (Fading Kitten Syndrom) , uma condição grave e muitas vezes fatal. O FKS, muitas vezes é causado, e mais frequentemente encontrado em ninhadas de gatos vadios e ferozes, por isso, se estiver numa situação de adotar um gatinho, ele deve ser mantido isolado de outros gatos em casa até que todos tenham sido vistos e eliminados de possíveis doenças transmissíveis.

Neste artigo iremos falar desde a sua primeira semana até à sexta.

1ª Semana

Pequenas fábricas de processamento de alimentos!

Embora durante a primeira semana de vida de um gatinho recém nascido ele irá se concentrar na alimentação e crescimento. O gatinho irá multiplicar o seu peso nesta semana. Outras mudanças físicas também ocorrem tornando-se notórias nesta fase.

2ª Semana

O seu gatinho bebé continua o seu crescimento aumentando de peso aproximadamente 10 gramas por o dia.
Os seus olhos começam a abrir e estarão completamente abertos aos 9-14 dias de idade. Todos os olhos dos gatinhos são azuis, e permanecem assim durante várias semanas. A sua visão será turba em primeiro lugar, e as suas pupilas não dilatam e contraem facilmente, para que eles devam estar protegidos de luzes que ofuscam.
O gatinho começa a ter olfato e sentirá odores até mesmo os desconhecidos.
Nesta semana será capaz de determinar o sexo do gatinho recém nascido embora não seja muito certo ainda.

3ª Semana

Os canais auditivos estarão completamente abertos.
O seu sistema digestivo está a desenvolver-se.
Eles começam a socializar agora, uns com os outros, e com as pessoas, e começam a querer sair do seu resguardo.

4ª Semana

A percepção da visão já se desenvolveu.
O sentido do cheiro está totalmente desenvolvido.
Os dentes de bebê começam a surgir.
Os gatinhos aprendem a andar e tropeçam.
Eles irão interagir mais com os seus companheiros de ninhada, até mesmo ao ponto de criar “alianças”.

 

5ª Semana

Os gatinhos podem ser introduzidos com alimento enlatado próprio para gatinho recém nascido. escolha uma marca de qualidade de alimentos enlatados para gatinho com uma fonte de carne como o primeiro ingrediente (frango é uma boa opção).
Os gatinhos podem ser treinados a ir á caixa de areia agora. Eles necessitam de uma caixa menor, separada, que seja fácil de sair.
Tal como os bebés humanos gostam de experimentar tudo, os gatinhos são iguais. Evite a sua ingestão de substâncias nocivas.

 

 

6ª Semana

As habilidades de socialização continuam, e não há dúvida que eles sejam animados, ativos, e vão crescer muito cedo para se tornarem em gatos adultos. Eles correm, atacam e pulam, e divertem-se a pregar partidas aos seus donos.

Os gatinhos seguem o caminho da mãe em querer socializar com seres humanos. No entanto, se os gatinhos não estiverem acostumados ao manuseio humano nas seis semanas, a socialização poderá ser um processo longo e lento.

Socializar um gatinho nesta idade fará toda a diferença na sua personalidade e interação com seres humanos como gatos adultos.

Dica de socialização:

Os gatinhos devem aprender nesta idade que as mãos não são para brincar – as mãos são para prender, acariciar, e alimentar. Um dos melhores “brinquedos” para o ensino desta lição é uma varinha de plástico. Poderá arrastá-la no chão e ver o gatinho persegui-la, em seguida, mexa um pouco e permita que ele a capture. O plástico é agradável e duro, dá uma boa ajuda para a dentição, também.

Os gatinhos bem-socializados e completamente desmamados podem estar prontos para as suas casas novas para sempre em apenas num conjunto de semanas.

Paciência, porém. Lembre-se, “Todas as coisas boas vêm para aqueles que esperam.”

Veja também:

5 Maneiras de criar amizade com gato
Gatinhos quais os cuidados a ter
3 Dicas como fazer o seu gato o amar mais

Gostou do artigo? Então NÃO deixe de PARTILHAR com os amigos!

"Os gatos fazem parte da minha vida, não me imagino a viver num universo sem eles..." Decidi criar este blog por necessidade de partilhar e fundamentalmente ajudar quem necessita de informações, tal como eu. No fundo, apesar de ser um blog, considero este meu trabalho uma fonte de recursos. Há dias que necessito de recorrer a informação para as minhas três gatas e sendo uma delas insuficiente renal com apenas 1 ano de idade... tenho de estar 100% atenta ( a minha fonte de motivação maior! ). Beijinhos e muitos ronrons!! :D

Deixar Mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.