Gatinhos quais os cuidados a ter

gatinhos quais os cuidados a ter

A filosofia de cuidar de um gatinho bebé é bastante semelhante à educação que damos aos nossos filhos.

Se prestar atenção aos cuidados e formação adequada enquanto são jovens, aumenta a probabilidade de serem saudáveis quando chegam à fase adulta. Então, se acaba de adotar um gatinho comece a incorporar estes conselhos o mais rapidamente possível.

Não tratar um gatinho como se fosse um gato adulto. Assim como um bebé humano tem necessidades muito diferentes de um adolescente, um gatinho também terá requisitos de cuidados distintos de um gato adulto. Além disso, deve considerar a existência de vários estágios no desenvolvimento de um gatinho, quando cuidar dele:

Menos de oito semanas de idade.

Nessa tenra idade, um gatinho deve ainda estar com a sua mãe e seus irmãos. Porque os gatinhos tão jovens são incapazes de regular as suas próprias temperaturas, então eles juntam-se para que o seu calor corporal ajude a sobreviver. Nessa fase eles ainda estão a desenvolver a visão e coordenação das pata. Se adotar ou tomar conta de um gatinho órfão nesta faixa etária, terá de ter em atenção e cuidados especiais. Até quatro semanas de idade a cada duas horas possivelmente terá de ajudar no seu xixi e cocô de mamadeira. No entanto sugerimos consultar um veterinário para obter instruções e conselhos mais específicos.

Oito a 11 semanas de idade.

Os gatinhos são geralmente desmamados após as oito semanas e devem alimentar com comida adequada para gatinho, que necessita de ser energia densa, rica em proteínas e altamente digerível. Se escolher ração seca ou húmida, certifique-se que é formulado para gatinhos. Outras grandes mudanças vão começar a ocorrer durante este período também. Como seu gatinho começa a desenvolver habilidades motoras complexas, aqui vai presenciar a essência da natureza (correr, pular, brincar e explorar). Esta é a fase mais linda do seu desenvolvimento, mas também a mais perigosa se não estiver devidamente vigiado. Comece definindo limites para o seu gatinho e mantê-lo em um local adequado e fechado durante o tempo que não pode vigiar.

Dois a quatro meses de idade.

Esta é uma fase onde o crescimento dos gatinhos será muito rápido e em que têm quase quatro vezes mais energia do que um gato adulto. Eles vão precisar de três a quatro refeições individuais por dia durante este tempo. De acordo com Vetstreet.com, estas refeições devem ser ricas em proteína de alta qualidade no mínimo de 30%.

Quatro a seis meses de idade.

Os gatinhos nesta faixa etária estão a atingir a adolescência e, assim, a maturidade sexual. Converse com um veterinário sobre o seu gatinho ser eventualmente esterilizado ou castrado antes de chegar à fase de cio para evitar hábitos desagradáveis como pulverização territorial e ninhadas acidentais.

Recompensar o bom comportamento

A socialização e treino que o seu gato recebe durante o seu desenvolvimento irá ditar o modo como vai interagir com pessoas e outros animais quando for mais velha.

Como pai ou mãe de um novo gatinho, será a sua responsabilidade de o guiar e mostrar o que pode obter do mundo que é um lugar maravilhoso. Considere tentar alguns destes métodos de formação e socialização:

 

Os gatinhos geralmente usam naturalmente caixas de areia (WC) por instinto, no entanto, pode ajudar a identificar e usá-lo, colocando-o na caixa após as refeições e sessões de brincadeira. Certifique-se que a caixa de areia (WC) está sempre disponível para o seu gatinho e limpo.

  1. Dar mimo com frequência.
  2. Pentear semanalmente ou diariamente no caso de pelagem longa.
  3. Apresentar aos brinquedos.
  4. Permitir que ela experimente caminhar sobre diferentes superfícies.
  5. Deixe ele explorar objetos, tais como caixas e sacos de papel.
  6. Para ele perder medo do ruído, por vezes colocar a música alta e fazer um pouco de barulho.
  7. Pedir aos seus amigos para brincar com ele e dar recompensas.
  8. Não permitir ele morder ou arranhar durante uma brincadeira. Se ele o fizer, redirecionar a sua atenção para um brinquedo.
  9. Assim que as suas vacinas estejam em dia, deve apresentar a outros gatos e gatinhos. Sabia que há aulas de socialização para gatinhos, faça uma pesquisa na internet para ver se existe algum na sua área.
  10. Recompensar o seu bom comportamento.
  11. Desafie o seu gatinho a pensar ao ensinar alguns truques.
  12. Muito importante seja sempre paciente.

Cuide da saúde como uma prioridade

Para ajudar a garantir que o seu gatinho tem uma vida saudável, comece cedo a fornecer cuidados preventivos:

Deve agendar uma consulta inicial de rastreio. Para que deste modo o seu veterinário fique o conhecer. As visitas ao veterinário precoces são importantes também no aspecto de socialização, para que estabeleça um bom relacionamento e mantenha uma base para a sua saúde.

Questione sobre parasitas intestinais, pulgas e verme do coração. A maior ameaça parasitária para o seu gatinho, no entanto, é as pulgas. Não pode começar a administrar soluções preventivas para pulgas enquanto o seu gatinho não atinge as 9 a 12 semanas de idade, embora já exista marcas com fórmulas para gatinhos com 4 semanas de idade.

Faça as vacinas necessárias para o seu gatinho e quantas vezes. Cuidados preventivos para os gatinhos podem incluir vacinas para leucemia felina, raiva e cinomose. Estas geralmente são administradas em primeiro lugar quando o gatinho tem 8 semanas de idade, com reforços a cada poucas semanas antes de atingir 16 semanadas de idade.

Depois disso, o seu veterinário pode criar uma programação de vacinação adulta. Ou até recomendar vacinas adicionais.

Estas bases de saúde vai proporcionar ao seu gatinho o melhor começo possível de vida, mas não se esqueça que ele vai necessitar de muita atenção e cuidado com for sénior.

Desejamos-lhe muitas felicidades e convidamos a partilhar a sua história em baixo!

Veja também:

Encontrei gatinhos bebés e agora?
Tudo sobre o miar dos gatos.
Pensando em adoptar um gatinho?

Gostou do artigo? Então NÃO deixe de PARTILHAR com os amigos!

"Os gatos fazem parte da minha vida, não me imagino a viver num universo sem eles..." Decidi criar este blog por necessidade de partilhar e fundamentalmente ajudar quem necessita de informações, tal como eu. No fundo, apesar de ser um blog, considero este meu trabalho uma fonte de recursos. Há dias que necessito de recorrer a informação para as minhas três gatas e sendo uma delas insuficiente renal com apenas 1 ano de idade... tenho de estar 100% atenta ( a minha fonte de motivação maior! ). Beijinhos e muitos ronrons!! :D

Deixar Mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *