Problemas de Emergência nos gatos e como as resolver

0
218
Em situações de emergência o problema mais comum é como lidar com eles.
O que fazer em caso de emergência? Confira algumas situações de emergência mais comuns que ocorrem em gatos e os conselhos gerais sobre como lidar com eles.

 

Por vezes os nossos gatinhos decidem nos “pregar uma pequena partida”. De um momento para o outro o comportamento do seu gato mudou e quando você repara, algo menos bom em termos de saúde se está a passar com o seu felino. Neste artigo falamos dos problemas de emergência nos gatos mais comuns que acontecem nos nossos.

 

A obstrução do trato urinário

Quando o seu gato começa a esforçar-se para urinar com frequência na sua caixa de areia (ou em qualquer outro lugar!). Provavelmente ele pode estar a sofrer de cistite (inflamação e dor na bexiga) ou pedras na bexiga. Estas pequenas pedras podem bloquear o fluxo de urina e impedir o esvaziamento da bexiga. Isto torna-se muito doloroso e é uma ameaça à sua vida. Contacte o seu veterinário imediatamente e insentive-o se possível a beber água para que não fique desidratado.

Fique a saber mais sobre cistite e doença do trato urinário inferior felino.

Dificuldades respiratórias

Contacte imediatamente o seu veterinário se notar:

  • Quaisquer alterações nos padrões respiratórios ou falta de ar persistente.
  • Se estiver de boca aberta ofegante e parecer que faz contrações no abdómen que dure mais de um minuto.

Atropelamento e outras lesões traumáticas

Se acha que o seu gato foi atingido por um carro, sugerimos que o leve para um hospital veterinário ou clinica o mais breve possível. O sangramento interno pode ocorrer sem mostrar quaisquer sinais exteriores inicialmente, é importante que seja visto por um veterinário o quanto antes.

Se suspeitar que o seu gato tem uma lesão na perna ou na cabeça você deve deslizar cuidadosamente uma toalha ou cobertor (como uma prancha). Coloque-o em numa caixa transportadora e leve-o ao veterinário. Não se esqueça de utilizar uma caixa segura porque os gatos são irrequietos!

Tromboembolismo Aórtico

Esta é uma condição muito grave em que um coágulo de sangue bloqueia um vaso sanguíneo importante.

Os sinais incluem:

  • A perda súbita da capacidade de usar uma ou ambas as pernas traseiras.
  • Está com dor e miando (alta frequência).
  • Esta condição pode ser facilmente confundida com um atropelamento. Contacte o seu veterinário imediatamente e prepare-se para levar o seu gato. Infelizmente, para a maioria dos gatos, esta condição não é tratável então pode ser sugerida a eutanásia.

Feridas infectadas e abcessos com mordidas

Muitas vezes aparecem como um inchaço em torno do rosto, na cabeça ou na base da cauda. O abcesso pode romper-se libertando um líquido marrom ou com sangue. Deve ajudar na drenagem destas feridas limpando regularmente o local com água e algodão de morno. Pode ser necessário medicamentação e nesse caso deve procurar as instruções de um veterinário.

Temperatura alta

Os gatos por vezes, desenvolvem uma temperatura corporal muito elevada, e muitas das vezes, em resposta a uma infecção.

Os gatos afetados por esta condição podem se tornar sonolentos, e com falta de apetite. Os gatos podem ter uma febre sem estarem quentes ao toque. Contacte o seu veterinário para aconselhamento.

Venenos

Algumas plantas e flores, e principalmente todas as plantas de lírio, são altamente venenosas para os gatos.

Fique a saber mais sobre intoxicações comuns em gatos.

Vómitos e/ou diarreia

Se o seu gato tem vomitado mais de uma vez, deve manter água á descrição, verifique se há sangue ou material incomum no vómito ou na diarreia, se tem visto o gato comer algo que não deveria, contacte o seu veterinário imediatamente.

Fique a saber mais sobre os vómitos e diarreia em gatos.

Convulsões (ataques)

Sinais associados a um ataque (ou convulsão) incluem uma incontrolável agitação e tremores, perda de consciência, remando com as pernas e possivelmente descontrolo urinário. Uma causa comum de convulsões em gatos é a epilepsia. Se o seu gato foi diagnosticado como epiléptico é sem duvida um sinal de emergência. Se o seu gato tem várias convulsões dentro de um período de 24 horas ou se uma convulsão durar mais do que alguns minutos, em seguida, o seu gato pode precisar de ser visto pelo seu veterinário. Se esta é a primeira ocorrência do seu gato recomendamos que contacte o seu veterinário para aconselhamento e para agendamento de uma consulta.

Olhos

Os problemas oculares podem deteriorar-se rapidamente, se não forem tratados pode resultar em cegueira ou perda do olho. Os sinais de doença ocular incluem vermelhão nos olhos, produção de lágrima excessiva, inchaço, estrabismo ou um olho fechado e comichão constante no olho. Mesmo que seja apenas um corpo estranho no olho ou um arranhão superficial sobre a córnea, o tratamento pelo veterinário pode impedir que um problema menor se torne um problema grave.

Picadas, mordidas ou reações alérgicas

Estes casos são os mais comuns, principalmente nos meses de Verão. Mas podem ocorrer em qualquer época do ano. Os sinais típicos são o inchaço em torno do focinho, ou urticária, mais facilmente visíveis na zona da barriga. Estes podem originar bastante comichão ao seu gato. Raramente, as reacções alérgicas graves podem levar a dificuldades respiratórias devido ao inchaço das vias aéreas. Outros sinais de uma reacção grave incluem um inchaço grande por todo o corpo, diarreia e choques.

29Colapso

Colapso descreve-se por uma perda de força fazendo com que o seu animal de estimação caia e seja incapaz de se levantar. Possíveis causas de colapso incluem doença cardíaca, doença vascular (dos vasos sanguíneos), hemorragia (interna ou sangramento externo), anemia, doenças respiratórias (pulmonar), neurológicas (cérebro / medula espinhal), doença muscular, toxicidade, algumas drogas e medicamentos.

 

 

O Blog Universo de gatos não assume qualquer responsabilidade pelo conteúdo desta página.

Este conselho não é um substituto a uma consulta adequada com um veterinário e destina-se apenas como um guia. Entre em contato com o seu veterinário local para aconselhamento ou tratamento imediatamento se estiver preocupado com a saúde do seu animal de estimação – mesmo que estejam encerrados, existe hospitais que dispõem de turnos diurnos e noturnos. Descubra mais sobre o que fazer em um fora de horas de emergência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor confirme o seu comentário!
Por favor preencha o seu nome aqui